Seminário: A Política Educacional está a serviço de quem?

porRobsonPSOL

Seminário: A Política Educacional está a serviço de quem?

Participamos do seminário “A Política Educacional está a serviço de quem?” com a presença da Profa. Dra. Lisete Arelaro (USP), Prof. Ms. Daniel Cara (Campanha Nacional pelo Direito à Educação), Prof. Ms. Cláudio Marques da Silva Neto (Diretor de Escola), Rafaela Baoni (liderança estudantil e feminista) e Prof. Dr. Rubens Barbosa de Camargo (USP) na ALESP (Assembléia Legislativa de São Paulo).

A abertura e o encerramento foram realizados pela anfitriã Luiza Erundina com suas consumeristas e motivadoras colocações.

Todos os convidados que formaram a mesa falaram sobre o tema norteador e as pessoas presentes também tiveram espaço para colocações. O que ficou muito presente nas falas foi “o que será feito?” e “o que vamos fazer?”, ou seja, existe uma grande necessidade de atitude, de ações, de mobilizações e isso não é sentido ou dito por mim agora, venho falando há alguns anos sobre a necessidade de criar uma educação política, de participar a população sobre os acontecimentos e situação política do país. Esta carência ficou muito clara na manifestação da assistência.

Minha colocação foi no sentido de que precisamos falar a língua do povo, o que não significa usar argumentos fáceis e palavras de ordem como vimos em atividade da direita realizada nesta mesma data, também na ALESP (convenhamos que tem sido extremamente efetiva), mas me refiro a uma comunicação direcionada a quem não entende alguns fluxos e termos que normalmente são utilizados por antropólogos, cientistas ou acadêmicos. Me refiro ao corpo a corpo, ao pedagógico e didático, como a Luiza sabiamente nos ensina: “vamos nos falar e nos ver para nos gostarmos”.

Ouvi durante o seminário “vamos deixar quem é da educação decidir sobre a educação”, faço este mesmo apelo para  a questão do povo, em relação a falar a mesma língua que ele. Precisamos sair do discurso e partir para a prática.

As colocações foram extremamente válidas e contundentes, isso pra mim, que pelas oportunidades da vida pude compreender, mas me questiono o quanto momentos assim tem sido promovidos em outros lugares ou regiões do país, com um discurso direcionado e adaptado, lugares estes que possuem apenas a grande mídia como fonte de informação.

Saio engrandecido desde momento, de todas as contribuições que obtive, mas também, muito motivado dos ideais sociais que tem me norteado ao longo da minha trajetória.

Sobre o Autor

RobsonPSOL administrator

Deixe uma resposta